Adj.: Diz-se do estilo que não tem excessos nem redundâncias; elegante

Arquivo para 2010

Paulo Varela Gomes publica semanalmente aos sábados no suplemento P2 do jornal “Público” crónicas sob o título genérico de “Cartas do Interior”. A de sábado passado continha um saboroso enumerado de “português” pedante. Aqui a transcrevo: «Cartas do interior Paulo Varela Gomes 24-07-10 E falar português, vai desejar? Ora leiam, se fazem favor, a seguinte […]

Continuar a Ler »

Foi com desgosto que soube da decisão do Movimento Internacional Lusófono (MIL) de apoiar a candidatura de Fernando Nobre à presidência da República. Ao decidir assim envolver-se na luta eleitoral, o MIL está a comportar-se como um grupelho político, e não como um movimento democrático da sociedade civil, que, pela sua própria natureza, deve acolher […]

Continuar a Ler »

Na edição de ontem do jornal “Expresso” é anunciada a decisão do grupo Impresa de passar a publicar todos os seus jornais e revistas com a grafia do acordo ortográfico (AO). Excelente decisão e interessantes artigo e editorial a explicar esta decisão aos leitores. Note-se que a agência Lusa já o faz desde o início […]

Continuar a Ler »

No próximo dia 24 de Maio será apresentado o primeiro dos três volumes da obra “Património de origem portuguesa no mundo“, editada por iniciativa da Fundação Gulbenkian, com coordenação de José Mattoso. No penúltimo parágrafo da notícia citada, uma indicação importante: «Esta publicação é a primeira da Fundação redigida segundo a norma do Acordo Ortográfico […]

Continuar a Ler »

Um livrinho essencial

6 de Maio, 2010 por Miguel RM

Miguel Cardina, um jovem investigador da universidade de Coimbra, tem publicado nos últimos anos um conjunto de textos e comunicações sobre a esquerda radical em Portugal nos anos sessenta e setenta. Ontem foi o lançamento em Lisboa de “O Essencial sobre a Esquerda Radical“, um livrinho sério, bem documentado e de escrita enxuta, uma bela […]

Continuar a Ler »

Rui Tavares, eurodeputado independente eleito nas listas do Bloco de Esquerda, resolveu há uns dias “meter-se” com os burocratas de Bruxelas, gente com costas largas sempre a pedir que lhes malhem, como é sabido. Num artigo no jornal Público, que transcreveu para o seu blogue, Rui Tavares pratica o seu direito à indignação contra o termo […]

Continuar a Ler »

Está a decorrer em Brasília esta conferência internacional organizada pela CPLP, mas infelizmente a imprensa portuguesa parece estar inatenta ou desinteressada. Recorro aqui a notícias publicadas no boletim do Instituto Camões e no Ciberdúvidas, mas não posso deixar de assinalar o aparente desinteresse da nossa imprensa. Eis a página oficial da conferência.

Continuar a Ler »

Amanhã, na RDP África, no programa “Língua de Todos” é tratada a questão da pronúncia do termo latino media. O tema foi abordado aqui há uma semana, quando apoiámos a crítica de José Mário Costa ao pedantismo dos que insistem em pronunciar a palavra latina  media como se fosse inglesa.

Continuar a Ler »

No jornal “Público” de hoje noticia-se uma entrevista de Mia Couto à Lusa na qual o escritor moçambicano fala desassombradamente sobre o peso da língua portuguesa na cena internacional. A ideia de que a política da língua NÃO é o principal factor para a promoção internacional do português é muito saudável e põe as coisas no […]

Continuar a Ler »

Tal como José Mário Costa, também observei com espanto o pedantismo de pessoas supostamente qualificadas, ao pronunciarem à inglesa o substantivo latino media. Se eu mandasse na língua já teria aportuguesado a palavra com um acento agudo no “e” e acrescentado o “s” para formar o plural (foi o que se fez em França: les […]

Continuar a Ler »